sábado, 19 de maio de 2007

ANOS 80





Se você esperava um post saudosista, falando o quanto os anos 80 eram legais e divertidos, se deu mal. Do alto dos meus mais de 35 anos, posso afirmar com a experiência de quem esteve por lá: OS ANOS 80 FORAM UMA B*STA!

Pra começar, vamos falar de música, que é o que mais se lembra hoje em dia daquela época: Tudo bem, hoje em dia é legal ir pra um baile flash back e ouvir Gretchen e Sidney Magal uma vez por outra, mas imegine essa porcaria tocando o tempo todo e em tudo que é rádio (Rádio AM porque FM quase não tinha aquela época). Junto a isso haviam outras "Pérolas" como Roberto Leal, Naim e outros que pipocavam nos shows de calouros da vida (Uma espécie de "Idolos" daquele tempo). Todos eles com uma missão em comum. Fazer nosso ouvido de pinico. E música internacional? Só chegava aqui com LP (Bolachão) importado, que custava mais quem um videogame hoje em dia. E só pra os menos esclerecidos: LPs são mídias não pirateáveis ainda usadas por Djs mais saudosistas (Só comprando o original) ou pedindo emprestado, e se aquela p*rra riscasse tu tava Pego. Muitas tretas rolaram naquele tempo por causa de bolachão estragado. Isso fora que pra ouvir só na ordem de execução, sem Repeat, Shuffle e outras funções que só viriam anos depois com o CD...Videoclipe? Só no Fantástico... Salvo "Thriller" do Michael jackson (Ainda preto naquela época. O cara, não o video) que passava em tudo que é lugar porque era bom e porque fazia parte da estratégia da gravadora... A propósito... Já falei sobre os Menudos (Obs: o menor é o Ricky Martin!!!)? A p*rra era tão pegajosa que simplesmente eu não tenho uma parâmetro de comparação. Os baitolas fizeram tanto sucesso. que é como se o Papa tivesse vindo ao Brasil cantando mal pacaray... Nunca mais se viu uma boyband semo homossexual que fizesse tanto sucesso... Espero que continue assim... RBD? Não chega nem perto... E isso porque tem novelinha pra empurrar o grupo... E pra terminar de f*der com tudo, o Silvio Santos passava em dois canais (SBT e Record).

Agora quanto ao vestuário, não se iluda... O que é brega hoje era brega nos anos 80... A gente apenas relevava... Ou tu acha realmente que o jeito de se vestir do Sidney Magal era copiado por todo mundo? Nem fu! Aliás, nesse ponto sacanearam os anos 80... Naquele tempo tinha mais gente de jeans e camiseta pelas ruas do que hoje (Diretas já). Acho que só porque o Bozo passava na TV aquele tempo (E era outra b*sta, salvo o dia em que o moleque mandou ele tomar no c* ao vivo a em preto e branco. Quase ninguém tinha TV a cores naquele tempo. E a m*rda do video não está o youtube! Droga!) Achar que todo mundo se vestia feito Drag Queen é maldade... Aliás as roupas eram até meio caretas porque todo mundo tava se livrando das p*tarias de vestuário dos anos 70. Os brechós enchiam de porcarias que só vieram a desencalhar no final dos anos 90.

Tecnologia: Tu não vive sem internet, ouve músicas no seu MP4, copia DVDs e assiste no carro, e baixa filmes em Bit Torrent... e acha os anos 80 legais? SE MATA!!! O desconforto era legal e as poucas porcarias tecnológicas eram jurrássicas e custam mais que um carro zero. Vamos lá... Os videocassetes eram enormes, não tinham padrão (Tu comprava betamax e na locadora só tinha fita em VHS) e custavam tanto que eram símbolo de status... Junto com a honda CB 400 e o Monza Classic... Som portátil? Só o Walkman importado original da sony direto do japão... Esse produto era mais ou menos como o GPS pra carro era hoje em dia. Tu paga uma nota, quer mostar para todo mundo, mas esconde com medo que roubem porque todo mundo quer um igual... E ah sim! O walkman era de fita cassete igual aquele que camelô vende por 20 conto hoje em dia e ninguém quer porque é uma b*sta. Era uma b*sta nos anos 80 também. Mas todo mundo queria porque não existia nada melhor. Telefonar? ahahahahahaahahahaah... Naquele tempo a telefonia era do governo, a aí já viu né? Ter uma linha era coisa de rico (Me lembro de linhas vendidas por mais de R$ 7.000,00 em valores da época) e ter a linha era um coisa. Ela funcionar era outra bem diferente... Celular? Nem existiam... ) O máximo que havia era telefone sem fio nos carros dos podres de ricos. E pra comprar um telefone (Nos famigerados "planos de expansão") tinha de passar dias na fila. Eu mesmo já fiquei muito em fila do telefone. E tinham uns gaiatos que vendiam lugar na fila. certas coisas nunca mudam. Comptador? Custavam mais que uma casa (O Brasil tinha reserva de mercado. Comptador pagava uma fortuna pra entrar aqui) e mesmo assim faziam pouco mais que exibir letras verdes (Estilo matrix) na tela. Internet? Orkut? Até parece...

Censura: P*rra! Porque piçirocas vocês acham graça em uma época em que ninguém podia sair por ai dizendo (ou escrevendo) palavrões como p*rra, caray e m*rda? Tu tem alguma ideia do que é uma censura a meios de comunicação? Não? Beleza, vou te situar. Sabe o Tiozinho que comenta os clipes da MTV no overdrive? (Aquele que acha tudo imoral). Pois é. Imagine se ele pudesse escolher tudo o que você vai ver na TV, internet, jornais, etc...
Se a censura tivesse persistido, jamais teríamos sido apresentados à bunda da Tiazinha ou às coxas da Feiticeira. Não haveria p*taria on line (Essa doeu né malandro?), e tu simplesmente não saberia das outras p*tarias tipo mensalão, cueca de dólar, etc... Mas o mais importante. Tu não poderia escolher o que quer e o que não quer ver. Dureza né? Pois é. Nos anos 80 era assim.

E pra fechar a conta: Brinquedos. Naquela época, Estrela era sinônimo de brinquedo pra rico. Muitos dos ícones infantis que supostamente dominaram aquela época na verdade só existiam nas casa de quem tinha muita grana. O Gênius por exemplo, eu acho que só vi fora da caixa uma vez. Atari eu até joguei, mas foi no máximo umas tres vezes. E é importante lembrar que naquele tempo não tinha Lan House e que os Flippers só tinham máquinas de Pinball. A coisa era tão precária que eu só vim a ter um Falcon (Objeto de desejo a molecada) depois de adulto.

È amiguinhos... Como tudo o que está no passado, os anos 80 são lembrados apenas pelas coisas boas... Mas quem lembra o lado ruim daqueles tempos não sente muita saudade não...

Mas pra quem ainda tem saudade, aí vai um video.




←  Anterior Proxima  → Página inicial
Postar um comentário