segunda-feira, 3 de março de 2008

PERFEIÇÃO



Pela segunda vez em minha complicada vida profissional eu tenho o imenso desprazer de trabalhar para uma pessoa que se acha perfeita. Não perfeita no sentido de acertar tudo, ou mesmo no sentido da perfeição física, mas sim, perfeita no sentido de achar que não precisa mudar nada pra agradar ninguém. Em geral esse tipo de pessoa é arrogante e vulgar e se encontra em cargos de chefia, e por isso mesmo acha que não precisa ser gentil, educada ou fazer concessões para as outras pessoas já que sem nada disso conseguiu chegar lá. Mas pense bem... E se essa pessoa fosse um pouco mais flexível e educada? Onde poderia ter chegado?

Essas pessoas pensam que mudar é desnecessário, mas vamos usar a lógica. Essas pessoas “perfeitas” nasceram sem saber ler, fazer contas, sem conhecer o mundo e sem nem mesmo saber limpar a própria bunda. Não mudaram nada desde então? Então porque não continuar o processo de evolução que deveria durar toda a vida? Viver é aprender e quem não quer mudar pra conviver com os outros tem mais é que ir pra uma ilha deserta e apelidar uma bola de Wilson, pois com certeza, essa não iria se incomodar com a grosseria e a vulgaridade de quem acha que não tem mais nada pra aprender. Viver em sociedade é fazer concessões.

As pessoas “perfeitas”na verdade são as mais distantes da perfeição.

←  Anterior Proxima  → Página inicial
Postar um comentário