segunda-feira, 18 de maio de 2009

FURADORES DE FILA



Existe toda uma discussão sobre um blog simplesmente copiar o conteúdo de outro. Eu faço muito isso, mas tento sempre copiar segundo algum contexto e não simplesmente copiar e colar, embora seria hipocrisia eu dizer que nunca fiz isso aqui. Bom.. de qualquer forma, este otimo texto do Blog do Mago Branco foi copiado porque trata de um assunto que como atendente do Procon eu vejo todo dia bem de perto. Os espertinhos que furam fila. Aproveitem...



Toda vez que vou ao supermercado, ao banco, aos correios, me lembro dele. Sabe a lei que garante atendimento preferencial a gestantes, idosos, deficientes físicos e pessoas com crianças de colo (e doadores regulares de sangue em alguns estados)? Pois é...

O Brasil é um lugar engraçado: existem leis que pegam, e leis que não pegam. Além disso, existem leis que pegam e são usadas indevidamente, por gente que não tem a menor vergonha de vender sua ética por alguns minutos esperando a fila andar. Pode parecer exagero dizer que uma pessoa que se utiliza de uma lei para tirar vantagem indevida sobre os demais está vendendo sua ética, mas, já dizia Tia Betânia lá no Prezinho: quem rouba um lápis rouba um carro. O maior problema do Brasil, definitivamente, são os brasileiros. Povinho barato¹...

Dentre os furadores de fila “legais”, podemos destacar:

1. Aquela tia que vai ao supermercado com duas crianças, uma de 7 e outra de 5 anos, e entra na fila preferencial para “crianças de colo”. Geralmente os anjinhos vão dentro do carrinho, pulando e fazendo algazarra enquanto detonam aquele pacote de salgadinhos que abriram dentro da loja, mesmo antes de pagar. Entendo que aos olhos dos pais as crianças nunca cresçam, mas além de tomar o lugar de pessoas que tem o direito legítimo ao atendimento preferencial, estas pessoas dão mau exemplo aos filhos.

2. As gordas. Não as gordinhas! Refiro-me às gordas mesmo! Aquelas suficientemente gordas para parecerem gestantes. Elas entram na fila com aquela cara de Fernanda Montenegro no Auto da Compadecida e ficam lá, esperando alguém ter a indiscrição de perguntar se elas estão de fato grávidas. Como é necessária muita cara-de-pau para fazer uma pergunta destas, geralmente elas se dão bem. Aliás, qualquer mulher pode alegar que está grávida e furar fila legalmente!

3. Os falsos mancos. Se o camarada mancar durante toda a realização das compras, eu acho até justo que ele não espere na fila “normal.” Mas se começar a mancar só na hora de ir para o caixa... Shame on you!

Tem também os falsos idosos. Mas se você tem menos de 65 anos e aparenta ter mais, acho que já está suficientemente castigado pela vida para ainda ter que ler condenações aqui neste blog. Quer meu lugar na fila convencional? Só falta essa madame aqui, ó!

¹ Claro, há honrosas exceções, personificadas em cidadãos que não vendem seus ideais nem votos, e ainda acreditam que um dia isto aqui irá pra frente. Eu torço muito por eles, pelo país, por vocês todos. Eu até tento arduamente fazer minha parte! Só não consigo mais acreditar...
←  Anterior Proxima  → Página inicial
Postar um comentário