segunda-feira, 22 de agosto de 2011

EU NO YOUPIX




Este blog tem mais de 5 anos e não é exatamente “Conhecido”.  Não só porque eu não o divulgava, como também porque eu nem queria divulga-lo ja que tinha mais coisas pra fazer da vida. Assim  o tempo passou e eu fui empurrando coma barriga minha vida internetica, me limitando a frequentar fóruns e orkuts da vida, ja que tinha que liberar meu tempo livre pra estudar pra concurso público.
A parada começou a mudar este ano, quando eu falei, “Não ta fazendo nada mesmo”, ja que nossa amada presidente Dilma cortou tudo que é concurso. Como meu emprego atual  me mantém boa parte do dia em um comptador, falei, “vou dar um tapa no blog e investir mais no twitter”. Daí me aprofundei no universo das redes sociais.

Quem me segue no Twitter acha que eu estou ali desde de foi criada a bagaça, mas  na verdade, eu criei meu perfil  em 2009 e o deixei  semi parado até 2011. Mas azar! Vamos ao que interessa:
Tomei conhecimento do Youpix, vi que muita gente boa ia, e pensei em ir. Daí fui verificar os dias e horas do evento e broxei bonito: De terça a quinta, da 2 da tarde às 11:30 da noite. CARAY, EU TRABALHO CATZO!!!

@claytonbotelho e @ciberdek e seus respectivos gadjets
Só que , desde que entrei pra valer nesse mundinho de social midia, perdi vários eventos que eram  praticamente “Na porta de casa”, porque detesto sair e dirigir à noite. Somado a este problema, tem o fato de que, pelo meu horário de saída do trampo, eu iria pegar o Rush de São Paulo das 18:00 horas em uma sexta feira pra chegar lá. Nada animador.
Consultei alguns twitteiros pra saber se dava pé fazer tal rolê, e Geral foi unânime em afirmar que valia a correrria. Ok, vamos encarar. Ta no inferno, abraça o capeta.

Saí do trampo mais cedo, fui pra casa, peguei o Cibermóvel e parti pra São Paulo como um desesperado. Eram umas 16:30 e eu queria tentar me antecipar aos engarrafamentos, no que fui mais ou menos bem sucedido com a ajuda  de um rolê migué no rodoanel.
Primeira surpresa: Cheguei no Ibirapuera às 18:00 mais ou menos. Isso porque fiz umas c@gadas no caminho, senão, tinha chegado mais cedo. O Trânsito não foi o que eu esperava. Graças a Deus!
Ao chegar, o foi caray pra estacionar porque tudo naquela biroska é zona azul e não vi um feladap*ta que seja vendendo o talão. Usando de minha malemolência, molhei a mão de um porteiro com 10 conto e estacionei em umas vagas resevadas praticamente ao lado da entrada do porão da Bienal. EHNOIZ!!!
Chegando lá, a parada, na entrada, parecia uma rave, mas sem aquele monte de usuário de ecstasy pulando e sem a musica bate estaca ensurdecedora. Uma nerdaiada do caray, e muitas meninas vestidas como se estivessem em uma convenção de anime. Algumas bem gostosas, diga-se de passagem. Mas a patroa tava ao lado, então nem  pude dar aquela conferida mais detalhada no material que se apresentava.
Fiz o Chekin na entrada e passei a mão numa credencial. Vamo que vamo!
O Lugar era tipo uma bagunça organizada, muita coisa acontecendo, muito stand de tecnologia, mesa de ping pong, enfim... a parada era louca mesmo. F*da é que eu estava twittando no tablet, e chegou uma equipe me filmando do nada, e eu até esqueci o que estava fazendo. Fiquei fingindo estar twittando. Ainda bem que não me perguntaram sobre o Colgate total 12.
Saí twittando feito louco pra ver se achava alguém. Papo, vai, papo vem achei o mano  malocado, recarregando na extensão do Stand da Radio Transamérica o MacBook que ele comprou na Faenac com desconto.  Colei do lado,  batemos papo, twittamos e tiramos foto. Muito gente boa o mano. Fiquei por ali até que uma p*ta sede me obrigou a sair à cata de liquidos. Por sorte, tavam distribuindo cerveja Devassa, guarana Schin e Tubaína Schin (Tenha educação, se bebeu de graça, pelo menos cite o nome e a marca dos produtos). Colei na fila, e molhei a goela.
Desde que cheguei, eu fiquei twittando e lendo o twitter sem parar, pra achar  mais gente que eu conhecia, mas isso é dificil, porque eu não conheço a cara da praticamente ninguém. Então dependia exclusivamente das twittadas pra localizar pessoas e elas não vinham. Eu avisei até que minha mulé estava de blusa verde limão, pra facilitar a localização, mas não me acharam.
Fiquei zanzando por la. Tentei ganhar um Pendrive do Bradesco (Não consegui), um kit da transamérica no boliche do Wii (Não consegui), dai desisti, porque ja vi que não ia ganhar p*rra nenhuma mesmo com minha coordenação motora de macaco aranha bêbado.  Enquanto isso, a mulé foi lá pra frente assistir a Teena dos legendários no stand dos caras.
Fui assistir a premiação. Zoei muito, to rouco até agora de tanto gritar impropérios. Foi bacana ver como o Rafinha bastos é mais um cara de internet que de TV. Deu pra rir legal. O mamilos Polêmicos também rendeu umas boas risadas com suas histórias sobre sua beliche (Ele é filho único) e sobre como o vídeo foi feito e como ele negocia cachês para aparecer. O Cid do Não Salvo tomou um invertida épica, (Será que o meme #levantaobraço pegou?)
Foi bem legal a parte das paródias, com o Tombo épico da Carol, (#tombodasandy) que teve no auditório o mesmo efeito de um gol de bicicleta em final de copa do mundo. De longe, foi a coisa mais aplaudida do evento. Eu mesmo, praticamante fiquei pulando feito um alucinado e jogando meu corpo contra a parede.
Terminada  a contenda, após o funk do Mortal Kombat, aproveitei pra irar umas fotos com o Jacaré Bangela, com o carinha dos Mamilos de com a Carol (Essa infelizmente não ficou boa e não da pra postar) toca voltar pra casa, à noite, com chuva. Me perdi  “Apenas” 3 vezes.
Gostei pra c*ralho do Youpix. Ano que vem vou de novo. Mas espero que mudem pra um fim de semana. Duro essas correrias.


←  Anterior Proxima  → Página inicial
Postar um comentário