segunda-feira, 4 de junho de 2012

11 CONSPIRAÇÕES ENVOLVENDO A APPLE





1 - iSpy

Apple pode contar os toques que você dá no seu iPhone? De acordo com um hacker, a Apple inseriu um código misterioso que acompanha todos os cliques e toques que você da. Quando os usuários verificarem o tempo, e-mail ou qualquer outra coisa em seus dispositivos, um número de identificação pessoal e um registro de seus hábitos são transmitidos para a sede da Apple, de acordo com o hacker Hackintosh. (Cookies e históricos da Web foram bisbilhotandos em padrões de  navegação por anos, mas essa informação não está conectada a nenhum indivíduo, enquanto que esses números IMEI estão diretamente ligados a um usuário específico de um determinado celular.) Embora isso nunca tenho sido verificado, não se sabe o quando a mantém a privacidade de seus ususários.

2 - Traidorware

Os cães de guarda da Privacidade rosnaram quando a Apple solicitou uma patente sobre a tecnologia que poderia gravar a assinatura e batimento cardíaco exclusivo de usuários do iPhone. Os dados biológicos seriam recolhidos juntamente com informações muito pessoais, incluindo fotos sorrateiras do usuário e seus arredores, para determinar se o telefone foi roubado e por quem. A Electronic Frontier Foundation, um grupo de direitos digitais, batizou a tecnologia "traidorware" e denunciou que a patente vai além do spyware, permitindo uma retaliação imediata. No entanto, outros dispositivos, incluindo os laptops da Apple, tem desligamento remoto ou de localização de rastreamento (como o MobileMe) e podem não ter sofrido a reação do software.

3 - Pacto com o diabo

Steve Jobs e Steve Wozniak venderam o primeiro computador Macintosh construído em uma garagem por US $ 666,66. A tradição da
Apple diz que Wozniak gostava de três dígitos e Empregos com a tag com um extra de dois seis para fins de marketing. Mas alguns comentaristas têm outras idéias. Eles acreditam que os dígitos diabólicos provam que a dupla fez um pacto com o homem lá embaixo em troca de sucesso terreno. Encerrando a sua evidência: o logotipo da Apple. É que uma grande mordida suculenta retirado do fruto proibido? Os teóricos da conspiração sempre perguntam.

 4 - IPhones Achados e Perdidos (Gizmodo)

A Apple foi abalada no seu núcleo, na primavera de 2010, quando um engenheiro deixou o protótipo do iPhone 4 em Redwood City, Califórnia em um bar e um esperto que estava passando o pegou. O telefone estava camuflado em uma case de um 3gs, mas o cara logo percebeu que tinha algo incrível em suas mãos. Ele vendeu o telefone por US $ 5.000 para o site Gizmodo, que publicou uma história sobre novo visual do telefone que estava sendo altamente antecipado e quais suas características. Durante a noite, o site Gizmodo começou a ser intensamente pressionado, inclusive com uma agressiva 
investigação criminal e uma operação policial na casa do editor Jason Chen em que os computadores do mesmo foram apreendidos. Mas para alguns observadores, a Apple saiu na frente, apesar do vazamento, pois o novo iPhone teve toneladas de publicidade gratuita a partir desse caso. Com a segurança tão notoriamente apertada na Apple, há suspeitas de que a Apple e o Gizmodo estavam em conluio, encenando todo o incidente para gerar publicidade para a segunda vinda do iPhone. A investigação criminal sobre o incidente está chegando ao fim, e ninguém foi acusado de nada.








5 - Mac Ataque

Quando Psystar, uma pequena empresa na Flórida, começou a vender clones de Mac, em 2008, a resposta da Apple foi rápida e furiosa. Mas, em face de um ataque judicial intimidador da Apple, a Psystar continuou lançando seus computadores pessoais e contratou uma empresa poderosa de advocacia que baseada na lei anti-truste americana apresentou uma contra-ação, alegando que a Apple violou leis anti-monopólio com o seu acordo de utilizador final. Havia mais por trás desta empresa iniciante do que Macs replicantes? A Apple parecia pensar assim quando fez uma queixa atualizada no caso. "Os verdadeiros nomes ou capacidades, quer individual, corporativo, ou não, dessas pessoas não são desconhecidos para a Apple", afirmou quando do arquivamento. A especulação é de que a Apple suspeitava que seus concorrentes estavam secretamente apoiando a Psystar. Os detalhes nunca foram esclarecidos, mas a Apple finalmente se restabeleceu em 2009, quando a Psystar concordou em pagar indenização e não mais produzir os clones.

6 - Escondendo Jobs

Ações da Apple subiram e caíram em conjunto com a notícia da batalha de seu executivo  chefe com câncer no pâncreas. Muitos acreditam que a saúde de Steve Jobs era uma informação crítica para os acionistas e que seu prognóstico foi repetidamente acobertado.  

A Apple manteve o seu diagnóstico em segredo por nove meses  e somente em 2004, Jobs revelou que tinha sido tratado para câncer de pâncreas, uma doença que geralmente leva a uma morte rápida. (Embora Jobs tenha tido uma rara forma de desenvovimento mais lento da doença, a taxa de sobrevivência ainda é apenas de cinco a sete anos.) Jobs explicou  sua perda de peso dramática em 2008 como um desequilíbrio hormonal, mas logo anunciou uma licença de seis meses da empresa. 

Seu posterior transplante de fígado foi revelado quatro meses depois através de um vazamento para o Wall Street Journal. Quando Jobs tirou a última licença em janeiro, o comunicado não dava detalhes sobre sua condição e não incluía qualquer data de regresso prevista.

7 - iControl

As histórias sobre como a Apple mantém seus segredos são variadas, mesquinhas e trágicas. Aqui estão apenas algumas: Jobs supostamente deu uma banana quando um executivo do Wall Street Journal enviou um tweet através do iPad (Que começaria a ser vendido no dia seguinte) mostrando imagens e filmes de Nova York, do lado de fora das lojas (O que indicava que o tal executivo tinha posto as mãos em um iPad antes de eles serem disponibilizados ao público). Logo após este tweet, o executivo desapareceu.

Quando Consumer Reports teve a audácia de dizer que não poderia recomendar o iPhone 4 por uma questão de antenas defeituosas, tópicos discutindo o assunto em fóruns mac.com desapareceram. Em 2009, um engenheiro
chinês de 25 anos cometeu suicídio depois de informar que ele tinha extraviado seu protótipo de iPhone 4. Antes de seu suicídio, Sun Danyong disse a amigos que tinha sido espancado em sua casa e que ilegalmente la havia uma escuta da Foxconn, o fabricante para o qual trabalhava. Alguns disseram que extremo segredo da Apple sobre novos produtos influenciou diretamente a (pouca) intensidade da investigação da Foxconn e de Danyong.




8 - Maçãs podres

Todo o sigilo da Apple e a paranóia pareciam justificados após um empregado ser preso por vender informações privilegiadas em um esquema de propina de milhões de dólares.  

O ex-empregado da Apple Paul Devine foi acusado em 2010, após uma investigação interna descobriu-se que ele estava vendendo as previsões de produtos, especificações e informações sobre preços para os fabricantes de de outros gadjets. Os fabricantes estavam usando as informações em suas negociações de contrato com a Apple e o sistema custou à empresa mais de $ 2,4 milhões. Em março, Devine se declarou culpado de fraude, conspiração e espionagem industrial, e concordou em devolver à Apple 2,25 milhões dólares de seus ganhos ilícitos. Sua sentença final está prevista para junho de 2012.


9 - A Brincadeira das Apps

Pornô e política? Não há nenhum aplicativo para isso. A Apple removeu tudo que fosse sexualmente sugestivo dos aplicativos de sua loja iTunes após reclamações de clientes, enquanto o NewsToons um
aplicativo de cartoon político feito por Mark Fiore  foi inicialmente rejeitado por conter conteúdo, possivelmente difamatório satírico. (O aplicativo foi depois aprovado e Fiore ganhou o Prêmio Pulitzer). Como os americanos querem obter mais informações de seus iPhones e iPads, a liberdade cerceada pelos cães de guarda da informação está sendo questionanda, bem como estão questionando os apertados controles de conteúdo da Apple por serem por demais púdicos.

10 - iStalker

O seu iPhone ou iPad sabe onde você está - exatamente. Os pesquisadores de segurança soaram o alarme sobre um arquivo secreto que armazena longitude e latitude do dispositivo, junto com um registro de data. O arquivo acaba em qualquer computador que sincroniza os dispositivos e sem criptografia isso é alarmante. Isso significa que qualquer pessoa que rouba ou tem acesso a seu computador (por exemplo, um cônjuge ciumento ou agente da CIA) pode virtualmente controlar seus movimentos.

  Pessoas estão chorando falta de privacidade pessoal e exigindo respostas da empresa que esta sendo notoriamente inarticulada nesse caso. O senador Al Franken e o representante Ed Markey chamaram Steve Jobs para esclarecer a finalidade do arquivo, enquanto vários países europeus estão investigando se os dados armazenados violam as leis de privacidade. Os investigadores Pete Warden e Alasdair Allan argumentam que, embora muitas companhias telefônicas celulares têm acompanhamento de uso, a informação obtida é protegida por um firewall e exige uma ordem judicial para ser acessada, diferente do que esta sendo feito pela Apple.






11 - Mackinlento

Os desenvolvedores de aplicações web acusam a Big Apple de deliberadamente retardar seus programas. Eles afirmam que suas aplicações são lentas quando lançadas de uma home page do iPhone ou iPad, em vez de um navegador web. Os desenvolvedores afirmam seus aplicativos web são executados em um motor de JavaScript mais velho, ao invés de um muito mais rápido, o  Nitro JavaScript, quando abertos a partir da home page. Segundo eles, o problema de lentidão não ocorre com as aplicações aprovadas pela Apple, os desenvolvedores dizem que isso uma vantagem injusta iTunes e benefícia a Apple, porque ela pode controlar o conteúdo e continuar a receber 30% dos lucros de todos os aplicativos vendidos na loja. É apenas uma outra maneira dominação de mercado da companhia.







Aproveita que você ja esta aqui e assista um dos meus vídeos. É rapidinho!!!
Se gostou, se inscreva em meu canal! Só clicar em "Inscrever" ai embaixo.


←  Anterior Proxima  → Página inicial
Postar um comentário